top of page
Buscar
  • Foto do escritorRodrigo Lamonier

Seu final de semana te sabota


Com quase 3.000 pacientes atendidos e a análise de centenas de registros alimentares, posso afirmar com confiança que a maioria das pessoas que não conseguem progredir no processo de emagrecimento não quantifica seus excessos alimentares nos finais de semana. Se você realmente deseja obter resultados positivos, não adianta seguir uma dieta perfeita de segunda a sexta-feira e deixar o final de semana desregrado como se fosse seu último dia de vida.


Vamos imaginar a seguinte situação hipotética: para alcançar bons resultados, você precisa consumir 2.000kcal por dia. Durante a semana, de segunda a quinta-feira, você segue isso perfeitamente, sentindo até mesmo uma sensação de leveza na quinta-feira devido à significativa evolução corporal. No entanto, chega a sexta-feira à noite, e você decide jantar fora sem qualquer critério (afinal, só se vive uma vez, certo?). Nesse dia, você excede bastante, consumindo 1.800kcal a mais do que o necessário (totalizando 3.800kcal no dia). No sábado, é fim de semana, um dia livre, não é mesmo? Novamente, você excede em 1.800kcal o total do dia, chegando a 3.800kcal em um período de 24 horas. No domingo, um dia antes de retomar sua rotina, você também decide sair da dieta, afinal, fez tudo certinho de segunda a quinta-feira, então merece um dia livre. Nesse dia, você consome 1.200kcal a mais do que o ideal, atingindo um total de 3.200kcal ao final do dia.


Sabe o que acontece? Na média diária, considerando tudo o que você fez ao longo dos 7 dias, a ingestão calórica média fica em 2.700kcal. Ou seja, você acaba "engordando" 700kcal por dia simplesmente por ter vivido os finais de semana de forma totalmente desregrada. Os 3 dias incorretos são capazes de anular tudo o que você fez corretamente durante a semana e ainda resultam em um aumento de peso corporal. E o mais intrigante é que a maioria das pessoas NÃO percebem que o fator desencadeante do ganho de peso foram os excessos cometidos nos finais de semana. E você sabe o que a maioria fará na semana seguinte? Vão cortar o arroz, o trigo, reduzir as frutas, compensar no exercício físico e, no final das contas, vão culpar os carboidratos como os vilões. Quando, na verdade, o problema estava no excesso de sanduíches, álcool, petiscos e guloseimas consumidos nos finais de semana.


Com esse comportamento, o paciente nunca evoluirá, continuará ganhando peso de forma constante e entrará em um ciclo problemático de comportamentos alimentares inadequados, com compensações mirabolantes e ineficazes. É por isso que afirmo aqui: se você deseja emagrecer e manter resultados positivos, faça o básico corretamente e quantifique suas "saídas" nos finais de semana! Procure a orientação de um nutricionista para ajudá-lo a avaliar melhor suas refeições livres, garantindo assim uma evolução constante, sem voltar ao ponto de partida todas as segundas-feiras

Comments


bottom of page