top of page
Buscar
  • Foto do escritorRodrigo Lamonier

Banha de porco é a melhor opção?

Atualizado: 10 de jul. de 2023



Você pode até ouvir dezenas de pessoas, inclusive profissionais da saúde, reforçarem a informação de que a banha de porco é a melhor opção para ser utilizada no dia a dia para manutenção da sua saúde. Essa informação pode vir de profissionais com um grande currículo e/ou de alguém com milhares de seguidores em suas redes sociais e pode até parecer uma verdade por se tratar de um alimento mais "natural". Muitas pessoas usam um discurso de que conhecem alguém (avós, tios, dentre outros) que usava banha de porco e que viveu mais de 100 anos, criando uma falsa correlação que parece ter alguma validade "científica", mas que NÃO tem nexo nenhum pela grande gama de fatores envolvidos na maior longevidade, tudo para reforçar esse achismo.


No entanto, a banha de porco NÃO é a melhor opção para ser inserida no preparo dos seus alimentos diários.


Ao avaliarmos as evidências científicas disponíveis, fica claro que o impacto no perfil lipídico e de outros parâmetros metabólicos são melhores quando utilizamos os óleos de origem vegetal. E você pode até tentar usar o discurso de que a "indústria" que patrocina tais estudos ou reforça uma divulgação de informações infundadas para vender mais... E acredite, isso pode até acontecer com determinados alimentos presentes nas prateleiras por aí. Mas, no caso da comparação da banha de porco com os óleos vegetais, existem dezenas de trabalhos, realizados em universidades do mundo todo, de autores diferentes, com e sem patrocínio da indústria alimentícia, todos mostrando resultados em comum e que tendem a se repetir quando são mais bem feitos. E tais resultados são de que os óleos vegetais causam um melhor impacto no perfil lipídico do que quando comparado a banha e a outras gorduras saturadas (óleo de coco, palma, carnes gordas)


E lembre-se: a indústria está em todas as áreas da nossa vida, já que a banha de porco não é gratuita se você não for um produtor (o que é menos comum na prática) e, inclusive tem até um custo bem maior do que o óleo vegetal, logo, também existe pessoas que lucram com sua venda (o que não é um problema já que estamos em uma sociedade capitalista). Mas se seu discurso não é isento e apenas culpa a indústria para aumentar seus lucros, saiba que isso não cabe mais e é preciso sustentar as informações com base nos estudos científicos, já que hoje grandes empresas da indústria também comercializam a banha com um maior preço nos supermercados.


Sendo assim, dê preferência aos óleos vegetais (azeite, canola, milho, dentre outros) à banha de porco. E isso, principalmente se você for portador de alguma doença cardiovascular, sedentário e/ou já fizer um grande consumo de outros alimentos fontes de gorduras saturadas (carne vermelha, óleo de coco, palma, alimentos industrializados em geral).


Saiba que pessoas que não sejam sedentárias e que apresentem um consumo dentro dos parâmetros ideais de gorduras saturadas ao longo do dia, talvez não tenham nenhuma alteração negativa. Tais respostas são mais bem visíveis para certos grupos da população.


E para receber sempre orientações adequadas, procure um Nutricionista para te acompanhar.

3 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page