top of page
Buscar
  • Foto do escritorRodrigo Lamonier

A frutose da fruta é um problema?

Atualizado: 10 de jul. de 2023



Vários trabalhos já demonstraram que o consumo EXCESSIVO de frutose pode ter a sua metabolização um pouco problemática, com consequente aumento do risco da elevação do triglicérides, ácido úrico, piora da resistência à ação da insulina, maior risco de esteatose hepática (gordura no fígado) e síndrome metabólica. E devido a essa correlação da ingestão EXCESSIVA com maior risco de alguns quadros clínicos, há uma grande extrapolação feita por alguns profissionais da saúde e não profissionais que são divulgadas nas redes sociais.


Muitos pacientes chegam em meu consultório relatando que reduziram ou até mesmo retiraram totalmente as frutas do seu cardápio, visando minimizar os efeitos deletérios da "frutose" no organismo. E esse é um dos motivos pelo qual decidi escrever esse texto de hoje, apenas para afirmar: a FRUTOSE da fruta não é um problema e você deve sim consumir frutas diariamente, claro que considerando seu quadro clínico em geral!


O problema da frutose está ligado exclusivamente ao seu consumo EXCESSIVO através de produtos processados e ultraprocessados, ou seja, aqueles que são adicionados de xaropes diversos (milho, guaraná) pela indústria alimentícia e em algumas receitas caseiras. Já o consumo de frutas NÃO está associado com os problemas metabólicos que relatei acima, muito pelo contrário, as frutas exercem um importante papel PROTETOR com relação ao perfil lipídico, ácido úrico, gordura no fígado, ação da insulina e redução do risco de síndrome metabólica.


E para exemplificar melhor essa questão, uma banana ou uma maçã, por exemplo, que são frutas consideradas ricas em frutose, possuem entre 4g a 7g de frutose por unidade, sendo fonte de vitaminas, minerais e fibras que são importantes para a manutenção da saúde. Por outro lado, alguns alimentos ultraprocessados adicionados de xaropes podem conter 30g a 40g de frutose por unidade/porção, com pouca ou nenhuma fibra, além de serem nutricionalmente bem pobres e, ai sim, podem trazer consequências negativas se forem frequentes na sua dieta.


Então, uma pessoa que tenha o consumo de 3 a 5 frutas por dia, dificilmente ela terá um consumo de frutose superior a 25g. Já se houver a presença de, por exemplo, açaís enriquecidos com xaropes e outros produtos prontos, é provável que esse consumo fique bem próximo aos 80-100g. E se o indivíduo for sedentário, nesse caso, os problemas podem ser ainda pior pela associação do excedente calórico com a questão relacionada ao metabolismo da frutose.


Sendo assim, comam mais frutas e reduza o consumo de alimentos enriquecidos com xaropes/açúcares.

3 visualizações0 comentário

댓글


bottom of page